Olá Visitante, faça seu login ou cadastre-se, temos condições especiais para vendas no atacado

Dica > Detalhes

Fim da celulite!

A celulite, um incômodo para muitas mulheres, movimenta um mercado de milhões de dólares somente nos EUA, mas nem sempre é tratada de forma eficiente. O combate ao problema, diferente do que a maioria dos profissionais no mercado oferece, precisa ser multidisciplinar e focar na sua causa específica, explica a nutricionista pós-graduada em Nutrição Clínica Funcional e esteticista Sheila Mustafá, que recentemente palestrou sobre o tema no Congresso de Nutrição e Estética.

Desde 1920, quando se iniciaram os estudos sobre celulite, debates científicos sobre saúde e estética vêm revelando avanços surpreendentes da ciência neste campo. Desde então, pesquisas diversas detectaram que entre as principais causas do problema estão os distúrbios hormonais, a retenção de líquido ou a má nutrição, até se chegar, em 2010, à própria descoberta do gene da celulite.

Muitas mulheres buscam, diariamente, o fim da celulite. Em 2008, o mercado faturou cerca de U$ 47 milhões de dólares no tratamento do problema, valor que em 2013 alcançou a cifra dos U$ 62 milhões e não parou desde então. Apesar dos altos gastos para se livrar dos famosos furinhos na pele, muitas vezes a mulher sai da clínica sem conseguir eliminá-los, pois nem sempre o profissional que a atende está realmente preparado para isso.

Ninguém sabe exatamente as causas da celulite, porque são muitos fatores e fisiopatogenia não é definida. Estudos mostram que o corpo produz diversas substancias inflamatórias e reações bioquimicas não desejadas por dificuldade de nutrição, pela falta de circulação, pelo excesso de líquido, pela alimentação incorreta. “Se o estrógeno, hormônio feminino, interfere nas células e altera a quantidade de líquido, forma-se um inchaço entre as células, e esse acúmulo de líquido na região pode levar à fibrose, o grau maior da celulite. A dieta, o exercício físico, tudo influencia na saúde da pele. “Quanto maior a idade da mulher, maior a condição de aparecer pela presença da flacidez, (nessa situação já tinha a celulite mas poderia não aparecer tanto) ”, explica. A celulite pode ser confundida com um problema postural, explica Sheila.  “Exemplo disso são os adipócitos aumentados, algumas regiões como ”Culote”- origem postural expõe articulação coxa femural por uma hiperextensão e rotação dos joelhos.

Com isso, aumenta gordura nessa região como proteção. Isento de alteração na célula e sem fibrose.

 O combate eficiente da celulite depende de uma anamnese completa que possa indicar a causa específica da celulite naquela paciente. “O bom diagnóstico irá detectar o tipo (se é dura, flácida, mista), e o grau da celulite, para saber o estágio em que ela se encontra. Existem quatro graus, e passa-se a ter fibrose a partir do terceiro nível, então precisamos detectar o que está acontecendo em cada grau, para saber a melhor conduta de massagem, do cosmético, da alimentação e, a partir daí, definir qual equipamento ou tratamento utilizar, seja ele do campo estético ou nutricional”. A nutricionista e esteticista exemplifica que o bom diagnóstico vai indicar um bom tratamento: “No caso de celulite relacionada à questão hídrica, por exemplo, não se tem fibrose instalada e o melhor tratamento indicado é a nutrição e drenagem linfática. Já em graus avançados, se utiliza técnicas de equipamentos tecnologia de ponta, manuais, como massagem, e a nutrição em cima do diagnóstico feito. Dessa forma, o tratamento não tem como falhar”.

“Hoje poucos profissionais conseguem ver isso separadamente, coloca-se todo mundo no mesmo quadro de celulite dura ou flácida. Mas é preciso verificar várias coisas. Se ela acontece na perna ou no braço, há um motivo; se tem cifose, escoliose é outro motivo. Dietas com mais proteína e as mais equilibradas podem trazer resultado benéfico”. Dietas restritivas podem piorar, por isso não devem ser totalmente proteicas.

Para alcançar esse diagnóstico completo é preciso incluir utilizar alta tecnologia em equipamentos, além de contar com avaliação de profissionais de Nutrição, Estética, Massoterapia, Dermatologista e até de Fisioterapeuta, afirma. O mote da palestra foi justamente explicar para os nutricionistas a necessidade de se olhar a questão como um todo. Esse olhar cuidadoso especializado e ao mesmo tempo integrado sobre a saúde permite dar fim à questão que atinge as mulheres no mundo todo.

/fonte: dicasmulher.com.br

ESCREVA SEU COMENTÁRIO




« Voltar